Dicas de casamento: Como resolver questões burocráticas

Dicas de casamento: Como resolver questões burocráticas

O casamento parece coisa fácil no início, mas há muita burocracia por trás do sonho. Antes de oficializar união e construir família, existe uma série de preparos. Até mesmo depois do casamento, podem existir situações que precisam de mais um pouquinho de paciência e cuidados. Quem planeja se casar, deve ficar de olho nas dicas de casamento, você pode evitar estresse se souber como proceder em cada etapa. Confira a nossa lista de dicas sobre casamento!

Habilitação união existe, sim

A habilitação nada mais é do que a entrega de documentos para cartório. Isso deve ser feito com no mínimo 30 dias de antecedência e vale tanto para o casamento civil, quanto para o religioso. Casais maiores de 18 anos devem levar o documento de identidade, certidão de nascimento e duas testemunhas. Podem ser testemunhas os conhecidos pelos noivos e seus pais e ter mais de 18 anos. As testemunhas atestam que não há impedimentos para que a união aconteça.

dicas-de-casamento-cartorio

O que é união estável?

Embora seja muito diferente, a união estável pode ser confundida com o casamento civil. A diferença, é que no casamento civil há celebração com o juiz e na união estável, apenas contrato registrado em cartório que divide os bens do casal como quiserem. Ela é caracterizada pela convivência pública e contínua, onde o casal tem o objetivo de se tornar uma família. Também pode ser exigido tempo de convivência, uma das dicas de casamento mais importantes é que não precisa ser de cinco anos, como costumam dizer.

dicas-de-casamento-uniao-estavel

Validação de casamento no exterior

Esse tipo de validação precisa ser feita para reconhecer a união do casal no Brasil, em casos de cerimônias feitas no exterior, normalmente quando um dos noivos é estrangeiro. O documento de casamento deve ser reconhecido no consulado brasileiro do país onde o casamento foi realizado. Depois, quando no Brasil, o documento deve ser traduzido por juramentado e depois registrado no cartório do 1º subdistrito residencial.

dicas-de-casamento-no-exterior

Tipos de divisão de bens

  • Comunhão total de bens: os bens do casal, adquiridos antes ou depois da união são divididos no divórcio.
  • Comunhão parcial de bens: somente os bens que foram adquiridos após o casamento, ou seja, quando a união foi estabelecida, é que podem ser divididos.
  • Separação total de bens: cada um dos cônjuges mantém as posses de bens, adquiridas antes ou depois na união.

Porém, existem duas exceções que se encaixam na comunhão total ou parcial. Bens de herança ou doações, permanecem com os beneficiados.

dicas-decasamento-comunhao

Sociedade entre cônjuges

Você pode, sim, ser sócio do cônjuge em várias situações. Por exemplo, a sociedade é estabelecida e vocês estipulam a porcentagem que pertence a cada um. A sociedade entre cônjuges só pode ser utilizada no divórcio de casais com comunhão parcial de bens. Assim, eles definem quanto cada um leva de cada bem.

dicas-decasamento-socios

Ficar de olho em dicas de casamento é muito importante, qualquer descuido pode levar tempo e dinheiro para ser resolvido. Acompanhe o Blog Buscaespaço para mais informações e novidades. E espie o nosso site para escolher o espaço ideal para o evento dos seus sonhos. 

                 

Equipe Buscaespaço  -

Deixe um comentário


1